sábado, 3 de junho de 2017

490 ANOS REPETIDOS E A HISTÓRIA.

490 ANOS REPETIDOS E A HISTÓRIA.

Quando falamos de história estamos falando sobre medidas de um Templo, assim como o anjo relacionou o átrio externo do templo como tendo 1260 anos. 

"E FOI-ME dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram.
E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. (1260 ANOS)
E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco
." Apocalipse 11:1-3 (1260 ANOS)
  P
odemos dizer que a história do cristianismo se repete, assim como as medidas do templo, dependendo muito da direção tomada. Quando publico estas matérias, não tenho como objetivo saber sobre o futuro, ou despertar em ninguém este sentimento,  o futuro pertence a Deus. Mas meu objetivo com estas matérias é apresentar que nada, do que é, ou será, fugirá das medidas estabelecidas por Deus.
Agora você  e eu, sempre estaremos livres para tomar o lado que escolher. Mas nunca estará livre, para não viver as medidas que você esta inserido.
Ezequiel 40:02 também apresentou as  medidas deste templo aos seus contemporâneos, mas o anjo mediu com a vara, e transmitiu a ele.
A João, o anjo orientou a ele quais os lugares que se deveria medir, e a cana estava em suas mãos. Isto significa que, o povo judeu poderia conhecer as medidas, mas o cristianismo teria estas medidas em suas mãos. Contudo, somente poderiam medir aquilo que o anjo não revela-se. "O ATRIO PERTENCE AOS GENTIOS, POR 1260 ANOS. NÃO O MEÇA" Um link abaixo explica sobre esta profecia.
https://sites.google.com/site/iasdonline/home/reparador/diaprofetico

Aos gentios do átrio externo o anjo deixa claro, que não era o foco, mas nem por este motivo deixou de revelar suas medidas, como também, detalhar sobre este espaço de tempo. Uma vez que  já havia, discorrido na revelação sobre este tempo no livro. João deveria focar nas outras medidas, uma vez que a primeira já havia sido revelada. Assim como o cristianismo de hoje, dedicou-se séculos   em proclamar o significado deste átrio,  assim também um dia, seus olhos estarão nas medidas restantes.

Assim em um período de crise como se encontrava a igreja Cristã, o cristianismo terá também seus olhos voltados para as medidas restante deste templo.
O objetivo do cristianismo deste tempo, não será tentar descobrir o futuro, mas utilizar as medidas para fortalecer a fé daqueles que estarão em tamanha aflição. Assim como a João as medidas relacionadas ao templo o fortaleceu e esclareceu as ordens das coisas que estavam acontecendo, assim, um dia estas medidas, também fortalecerão aqueles que estiverem vivendo uma perseguição discriminatória. Mas quanto a este tempo, somente Deus sabe O DIA. Não devemos se deter a isto hoje. Buscar saber quanto ao futuro nestas medidas, não é prudente. O fato de eu apresentar estas medidas hoje, não significa muito, mas um dia elas serão um alivio aqueles que as receberão, e com mais clareza,  e estas medidas não  terá como objetivo levar a um cisma, mas para fortalecer, assim como fortaleceu os discípulos nos tempos de João. Mas quanto a este repeito; não estou profetizando, estou aplicando o sentido e objetivo.
Os jovens são enviados hoje a muitas faculdades, que nada tem a ensinar, a não ser a crença de que a história e seus eventos, são apenas estórias. Normalmente saem destes lugares orgulhos de terem se formado, mas não por terem apreendido algo que se orgulham de falar. Estes jovens podem ser os lideres de amanhã. Pense sobre isto.
Espero que estas medidas auxilie aqueles que se perderam nas estórias contadas, e se voltem para a história que salva e fortalece.
Possivelmente, não tomarei mais esta explanação  no futuro, o meu objetivo principal hoje é deixar uma virgula de conhecimento sobre o tema, para que outros possam despertar, e brilhar. Quanto a estes, que não sou digno de desatar suas sandálias.

O tema apresentado hoje, é  apenas  uma reflexão,  das medidas da história, não tenho aqui o objetivo de esclarecer e explanar, pelo menos por hora.





1053 

Quando Miguel Cerulário se tornou patriarca de Constantinopla, no ano de 1043, deu início a uma campanha contra as Igrejas latinas na cidade de Constantinopla, ordenando o fechamento de todas em 1053, envolvendo-se na discussão teológica da natureza do Espírito Santo, questão que viria a assumir uma grande importância nos séculos seguintes.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Cisma



687 CONSTRUÇÃO DA MESQUITA 638  
687: Começo da construção da mesquita de Omar em Jerusalém
https://www.ecclesia.com.br/biblioteca/historia_da_igreja/as_cruzadas_de_1096_a_1270_uma_cronologia.html
Com sua bela cúpula dourada, o Domo do Rochedo é o cartão-postal da cidade de Jerusalém. O edifício, construído no ano 687 d.C., situa-se sobre uma área que os judeus chamam de Monte do Templo e os muçulmanos de Nobre Santuário. Sagrado para o judaísmo, o cristianismo e o islamismo (as três vertentes do monoteísmo semítico que reivindicam o patriarca Abraão como ancestral comum), o Rochedo que irrompe em seu interior deveria ser um ponto de convergência dessas religiões – e, por decorrência, de todas as religiões do mundo. Mas transformou-se no pomo da discórdia. Fanáticos judeus e muçulmanos disputam seu controle exclusivo
Assim, quando após um segundo e breve período de domínio persa, os árabes islamizados conquistaram Jerusalém, em 638 d.C., o califa Omar dirigiu-se ao alto do Monte Moriá e, em um dos muitos gestos espetaculares que povoam sua biografia (ou sua lenda), começou a remover com as próprias mãos os entulhos que cobriam o local. Tendo recusado o convite do patriarca de Jerusalém para rezar na Igreja do Santo Sepulcro, sob a hábil justificativa de que agindo dessa forma impedia que seus sucessores transformassem a basílica cristã em uma mesquita muçulmana, Omar estendeu seu tapete de orações sobre o Monte Moriá, tomando posse do santuário. Recorrendo ao modelo das Igrejas Bizantinas, seu sucessor, Abd al-Malik, construiu, em 687, o Domo do Rochedo no local.
https://josetadeuarantes.wordpress.com/2012/02/17/o-domo-do-rochedo/

ANO 34 408 457
JESUS é batizado, no ano 27, e uma última semana para o ungido, na metade da qual ele foi morto, no ano 31 e no final foi morto Estêvão, no ano 34. Então terminou o tempo aos judeus como país e povo de DEUS. O que DEUS lhes deu entre os anos 457 até 408, o restabelecimento da capital, do templo e do governo, perderam nessa data de 34aD, por sucessivas rejeições, até que, como povo, ofenderam definitivamente o Espírito Santo, não desejando mais ouví-Lo.
https://adventismoemfoco.wordpress.com/2009/06/05/daniel-9-a-vinda-do-messias/

1533 HENRIQUE VIII X CLEMENTE VI
O interesse de Henrique VIII era casar com Ana Bolena, uma dama da corte da Inglaterra, e com ela poder ter um filho que o sucederia. Como não foi aceito o pedido pelo papa, o rei inglês declarou seu divórcio da rainha através de um tribunal nacional, em 1533. Um ano depois, Henrique VIII foi excomungado por Clemente VI.
http://historiadomundo.uol.com.br/idade-moderna/igreja-anglicana-e-a-reforma-na-inglaterra.htm

1043  CERULÁRIO BISPO REFORMADOR DENTRO DA IGREJA.
Miguel I Cerulário , foi o patriarca de Constantinopla ente 1043 e 1054 Foi durante o seu patriarcado que ocorreu o Grande Cisma do Oriente, que dividiu a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_I_de_Constantinopla

373 PRIMEIRO CONFLITO DE AMBRÓSIO REFORMADOR.
373,-Primeira pugna entre Ambrósio, bispo de Milão, com o poder temporal. Morte de S Efrém de Nisíbia ou Nisibis
http://www.clerus.org/clerus/dati/2007-11/23-13/21FLAVIO.html

1798 RETIRADO O PODER TEMPORAL DA IGREJA.
Em fevereiro de 1798, o General francês Berthier entrou em Roma, e numa ação militar que durou poucos dias, prendeu o Papa Pio VI, proclamou uma república e – preste bem atenção! – RETIROU O PODER TEMPORAL (secular, político, civil) ao papado, cumprindo a profecia de Apocalipse 13:3
https://adventismoemfoco.wordpress.com/2015/03/29/a-ferida-de-morte-do-papado-de-1798-foi-curada-em-1929/

722 QUEDA SE SAMARIA.
A cidade foi construída à volta de um grande palácio fortificado, rodeado de armazéns, de silos e de habitações para o pessoal. O palácio real encontrava-se mesmo no meio. Embora tenha sido destruído pelo rei assírio Salmaneser V, quando este tomou Samaria em 722 a.C., uma parte do seu esplendor foi conservada
 A cidade foi construída à volta de um grande palácio fortificado, rodeado de armazéns, de silos e de habitações para o pessoal. O palácio real encontrava-se mesmo no meio. Embora tenha sido destruído pelo rei assírio Salmaneser V, quando este tomou Samaria em 722 a.C., uma parte do seu esplendor foi conservada
http://galeriabiblica.blogspot.com.br/2010/11/o-reino-dividido-samaria.html

1128 UMA IGREJA DENTRO DE OUTRA.
Em 1128, os Templários escapar da influência dos bispos e cair mais do que o papa. Eles constroem suas próprias igrejas, rezar uns com os outros sem se misturar com os cristãos comuns, muito moderada de acordo com suas crenças. Eles se tornam uma igreja dentro da Igreja
Regra dos Templários foi adaptado para o tipo de vida (principalmente militar) que conduziu os Templários irmãos. Por exemplo, os jejuns eram menos rigorosas do que para os monges beneditinos, para não enfraquecer os Templários chamados a lutar. Além disso, a regra foi adaptada para a bipolaridade da ordem, e alguns artigos sobre a vida, tanto no Ocidente (convento) que a vida no Oriente (militar).
A regra original, escrito em 1128, foi anexada à ata do Conselho de Troyes em 1129 e continha setenta e dois artigos
http://www.portalsaofrancisco.com.br/historia-geral/ordem-dos-templários

457 DECRETO DE ATARXEXES PARA RECONSTRUÇAÕ DE JERUSALEM
 Isso implica que a cidade tinha sido reconstruída, algo que que dificilmente poderia ter começado antes de 457 a.C., porque os decretos de Ciro e de Dario diziam respeito somente à construção do templo.
http://biblia.com.br/perguntas-biblicas/daniel/por-que-o-ano-de-457-a-c-e-o-inicio-da-contagem-dos-490-anos-de-daniel-924-27/

NASCE ZWINGLI 1484
Um destes representantes foi  Zwingli (1484 - 1531), o reformador de Zurique na Suíça, que desenvolveu uma concepção religiosa própria. Zwingli não foi somente o líder teológico mais importante de Zurique, mas também o responsável pela divulgação da Reforma na Confederação Helvética. Além disso, criou a base teológica e intelectual, na qual, um pouco mais tarde, João Calvino (1509 - 1564)
http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/2758



1076 EXCOMUNHÃO DE ENRRIQUE
Assim, em 1076, o papa Gregório excomunga e depõem o imperador do Sacro Império Romano Germânico, desobrigando os príncipes alemães de seus laços de vassalagem e, com isso, iniciando uma rebelião nos territórios do Império. No ano seguinte, Henrique IV viaja até Canossa, norte da Itália, para se desculpar pessoalmente com o Papa.
https://www.todamateria.com.br/querela-das-investiduras/

PECEGUIÇÃO NO AUGE.
Para se entender as Cruzadas, é preciso voltar para o século VII. No ano 637, apenas alguns anos após a morte de Mohammed, o profeta do Islamismo, o Califa Omar tomou a Palestina, há três séculos, cristã. Tomou de assalto os lugares santos e expulsou os cristãos. Não proibiu as peregrinações, porém impôs pesados tributos. No século X (cem anos antes das Cruzadas), a dinastia dos Fatimistas, que dominavam a Palestina, empreendeu uma perseguição cruel ao cristianismo, provocando a morte dos que se aproximavam dos lugares santos e empreendendo uma violenta onda de conquistas das cidades cristãs, rumando para a Europa.
 Essa perseguição teve seu auge no ano de 1076, com a chegada dos turcos a Jerusalém e a destruição da Igreja do Santo Sepulcro, quando (e veja só, após mais de cem anos de perseguição) o Papa Gregório VII ressaltou a necessidade de convocar os Cristãos a uma campanha de resgate dos lugares santos. Em 1095, Urbano II convocou a primeira Cruzada. Ganharam a primeira e sofreram a massacrante derrota de outras sete. Lembre-se que, na sexta Cruzada, Felipe II, ainda que excomungado, recupera Jerusalém e assegura ao sultão que as Mesquitas da Cidade Santa ficariam em poder dos muçulmanos. A paz durou dez anos.
http://www.clerus.org/clerus/dati/2007-11/23-13/02CruzadasTerraSanta.html


Deus tem Suas medidas nas suas mãos, confie nEle.

Tenha um bom dia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço desde já pelo seu comentário, positivo ou critico.